Sede e Delegações

Sede

Lisboa – Atendimento (geral): 2ª a 6ªf, das 9h às 13h:
218 173 272 // 913 373 240 // vidaindependente.lx@gmail.com

Para informações relativas ao Modelo de Apoio à Vida Independente (MAVI) de Lisboa (CAVI): 2ª a 6ª, das 9h às 19h:
910 220 358// 910 212 364 //  cvi.lisboa.mavi@gmail.com

 

Delegações

Actualmente, o CVI dispõe de delegações em:

  • Lisboa (sede) – vidaindependente.lx@gmail.com – Coordenadora: Diana Santos // 910 252 710
  • Porto – cvi.porto@gmail.com – Coordenadora: Ana Catarina Correia // 910 490 891
  • Vila Real –  cvivilareal@gmail.com – Coordenador: Mário Gonçalves // 910 293 434
  • Leiria – cvi.leiria@gmail.com – Coordenador: Carlos Lourenço
  • Algarve – cvi.algarve@gmail.com – Coordenador: João Varela // 910 160 453 // 910 217 309
  • Santarém – cvi.santarem@gmail.com – Coordenador: Miguel Atalaia
  • Coimbra – cvi.coimbra@gmail.com – Coordenador: João Rodrigues

As delegações do Centro de Vida Independente são órgãos locais que representam o CVI na sua actividade pelo país. Estas são constituídas por um mínimo de três associados que coordenam a delegação.

Caso esteja interessada/o em criar uma delegação na sua zona leia atentamente as seguintes questões e contacte-nos.

Qual a responsabilidade do(da) coordenador(a) da delegação do CVI? Este cargo é remunerado?
O/a coordenador/a tem como responsabilidades a coordenação das actividades da Delegação, a gestão financeira da Delegação e a coordenação com a Direcção do CVI, sendo apoiado/a por dois sócios.
O cargo não é remunerado.

No que respeita ao património, quando uma pessoa singular ou colectiva faz uma doação de bem móvel ou imóvel à Delegação, o bem fica em nome da Delegação?
Bens móveis – Todos os bens móveis não monetários, podem ficar à guarda da Delegação, devendo ser comunicado à Direcção a existência dos mesmos.
Bens imóveis – Os bens imóveis ficam em nome da Associação, ficando a uso do Núcleo da zona onde se localizam. O uso do imóvel para a própria Delegação não necessita de autorização, mas o uso para outros fins ou a venda carece de autorização.

Como ficam os donativos e produtos de festas e subscrições realizados localmente?
Os donativos monetários ou produtos de festas ou outras actividades devem ser transferidos para a conta bancária da associação.
Existe a possibilidade de parte ou totalidade destas verbas, quando não depositadas na conta bancária da Associação, ficarem como dinheiro de caixa para uso da Delegação, sendo obrigatório o seu registo em folha de caixa.

A delegação procede ao delineamento de um plano de actividades. Este deverá ser auto-sustentável?
Não necessariamente. A Delegação pode ter actividades que necessitem de financiamento para ser executadas e que este não tenha retorno financeiro.
No caso de ser necessário financiamento para a execução das actividades, deve ser inscrito logo no plano de actividades. No caso de não ser possível, pode ser pedido extraordinariamente à Direcção.

As Delegações vão ter a exigência de constituírem uma sede? E quanto ao número fiscal, será o do CVI?
As delegações, sempre que possível, devem ter uma sede onde se possam reunir e/ou trabalhar.
O NIPC (Número de Identificação de Pessoa Colectiva) é o da Associação.

Existe a liberdade de as Delegações concorrerem a programas estatais ou privados isoladamente da Associação?
Sim, sendo que devem usar os dados da Associação quando necessário. Os ganhos dessas candidaturas serão afectos em exclusivo à Delegação que se candidatou.

Cada Delegação poderá cobrir a totalidade do distrito?
Sim, as Delegações poderão ter várias dimensões, de acordo com o que for melhor para a própria Delegação e para a Associação.